MINHA EXPERIÊNCIA PESSOAL COM A LEI DA ATRAÇÃO E A LOTERIA

17 03 2014

 

 
 

A primeira vez que escutei falar sobre a lei da atração foi através do livro “O Poder do Subconsciente” do Autor Josephy Murphy no ano de 1996. Na época eu tinha 18 anos de idade e tudo o que eu acreditava como verdadeiro na minha vida advinha dos conhecimentos adquiridos através da igreja católica. Logo no início a idéia de que podemos atrair tudo na nossa vida através do nosso pensamento e não através da divindade causou em mim um grande impacto, pois divergia do que me fora ensinado. Contudo esse novo conhecimento fazia grande sentido para mim, pois esclarecia mais do que confundia.
 
A excitação logo tomou conta de mim e passei a tentar colocar em prática todas as técnicas que estava aprendendo. Confesso que não foi fácil, pois a ansiedade atrapalhava e logo eu me via questionando, será que vai funcionar? Eu lembro que naquele ano cheguei a comprar e ler praticamente toda a obra do Autor Josephy Murphy que tinha em torno de 12 livros publicados. Todas as noites antes dormir eu praticava as técnicas do “cinema mental” e da “oração científica”. Visando tornar os meus desejos realidade [...]

Acho que muitas pessoas quando descobrem as possibilidades que a lei da atração nos oferece pensam em ficar milionário jogando na loteria. A lei da atração diz que atraímos para a nossa vida tudo aquilo com o qual pensamos e damos atenção durante certo período de tempo. Então, por que não pensar em ganhar um prêmio desses? Já que esse conhecimento é tão poderoso, ele poderia realizar esse meu sonho, certo?

 
Eu me lembro que fiquei determinado em ganhar na loteria, fui à casa lotérica e fiz meu primeiro jogo. Passei a semana visualizando ser o grande vencedor do prêmio. No dia do sorteio conferi a minha cartela e para a minha grande surpresa! Não acertei nenhum número! Não tem nada não, o tempo foi curto eu precisava mentalizar mais, visualizar mais… Fiz outro jogo e continuei na expectativa… Até que chegou o grande dia do sorteio e o vencedor foi… Outra pessoa! Quem espera sempre alcança esse é meu lema, fui lá e tentei mais uma vez e nada. O valor do jogo é tão pequeno que não custava nada comprar mais uma cartela. Dessa forma fazia quase um mês que eu visualizava ganhar na loteria e até então nada tinha acontecido.
 
Já na quarta semana, faltando dois dias para sair o resultado e eu poder conferir o meu último jogo, tive uma experiência que me deixou surpreso. Há uns 15 dias atrás eu tinha estado na casa lotérica para pagar uma conta e sobrou um troco que pedi para trocar por quatro raspadinhas da sorte. Eu raspei na hora as quatro e duas vieram premiadas para trocar por mais duas, imediatamente fiz a troca, e raspei novamente. Em uma eu não ganhei nada e na outra tinha sido premiado para trocar por mais uma. Naquele momento eu tive um insight, fiquei lembrando uma passagem do livro de Josphy Murphy que o autor dizia para agente acreditar na intuição. Dentro de mim eu não estava colocando fé que seria premiado naquela hora. Então fui embora e deixei essa raspadinha de lado no meu carro. Decidi que só iria trocá-la quando sentisse um forte desejo no meu coração em fazer aquilo.
 
Faltando apenas dois dias para o sorteio da loto eu aguardava ansiosamente pelo resultado. Naquele dia acordei com um sentimento bom, e na volta da universidade para casa senti um desejo dentro de mim de ir trocar a rapadinha que restou, mas sem grandes pretensões. Para a minha surpresa a nova raspadinha que recebi estava premiada, e ganhei um prêmio no valor de aproximadamente R$ 500,00 (Quinhentos Reais).
 
Eu quase não acreditei, fiquei muito feliz, e me questionando como aquilo tinha acontecido, pois o meu foco estava no jogo da sena e de repente ganhei aquele dinheiro de uma forma inusitada. Então pensei, os meus exercícios de visualização está dando certo, eu vou ganhar o prêmio da loto e ficar milionário. Quando chegou o dia de conferir a minha cartela eu não tinha sido premiado novamente. Então pensei que aquilo não estava funcionando e ao invés de ficar feliz com o progresso que eu estava tendo uma frustração imensa me invadiu e eu me desmotivei de continuar tentando.
 
Texto: Luciano Medeiros.
Autor do Site Mentalização.




Um pouquinho de cada coisa

3 12 2013

Um pouquinho de cada coisa

Tomara que hoje seja assim:
Que o dia amanheça bonito.
Nem quente, nem frio.
Que a condução venha logo e, quando vier, que sobre um lugar pra você sentar.
Tomara que, dessa vez, o mês caiba no seu salário.
Tomara que o telefone toque com uma notícia feliz.
Tomara que a prova seja fácil.
Que o trânsito esteja livre.
Que o prato do dia seja o seu predileto.
Tomara que você reveja o seu melhor amigo.
Tomara que aquela música linda de doer toque dentro do elevador.
Tomara que alguém lembre de lhe dar os parabéns…
E que, assim, do nada, lhe tirem pra dançar.
Tomara que você ganhe um beijo.
Que ganhe um elogio.
E que seja sorteado.
Tomara que o sapato não aperte.
E que aquela velha calça lhe sirva outra vez.
Tomara que você tenha um acesso de riso, por causa de uma piada.
Tomara que os seus sonhos continuem grandes…
E que sejam muitos.
Mas que você tenha, todos os dias, um pouquinho de cada coisa.





A sua palavra tem muita força.

2 12 2013

A sua palavra tem muita força.

Por ela, você abre caminhos.
O seu verbo plasma a vitória ou a derrota.

As palavras de otimismo fazem o seu progresso.
Fabricam o seu êxito.

As negativas destroem, de logo, o que de bom poderia
lhe acontecer. Criam adversários, tolhem oportunidades,
geram doenças, trazem obstáculos à sua vida.

Construa uma vida boa. Use a palavra que constrói.
Manifeste saúde. Diga: tenho paz, sou feliz.

A palavra bem utilizada é senda da felicidade.





lei é magica

2 12 2013

Existe algo mágico que sempre nos leva ao lugar onde devemos estar.
Os encontros em nossas vidas são preparados muito antes de dizermos olá,
e completados muito antes de dizermos adeus!
Existe algo mágico que sempre nos leva ao lugar onde devemos estar.





O Poder Pessoal é inacreditável!

27 08 2013

O Poder Pessoal é inacreditável!

Há algum tempo venho olhando pra mim “do lado
de fora”. É como se me visse em uma tela 3D, sabe? Observando sem,
entretanto, deixar de viver.

Desde que decidi mudar, muita coisa positiva tem acontecido, e
vale ressaltar que absolutamente nada caiu do céu. Finalmente compreendo o significado da máxima “TUDO É RESULTADO”.

O 2º Semestre de 2009 foi frenético:

Em Julho saí de um processo depressivo. Mudei toda a minha casa
e, consequentemente sua energia. Avisei aos que comigo conviviam: “vocês verão alguém que acho que nunca fui”… é como se soubesse, meio sem
querer, que seria diferente, mas não sabia ao certo o quanto, nem como.
Hoje sei que nem sabia direito o que falava, mas so sentimento de que
seria irreversível era real.

Em Agosto voltei a trabalhar, depois de “longo e tenebroso
inverno”. Em algo que nunca havia feito, que não me impunha concorrência nem grandes desafios. Em contrapartida, proporcionava- me provisão
financeira, tempo e possibilidade de APRENDIZADO. Era apenas uma
questão de perspectiva: Aprendi a domar meu Ego, servindo.

Setembro chegou com uma certeza: nada mais será como antes… o morno e o estável tem de ser banido. Foi selado por mim, ainda que a
contragosto, o fim de uma relação amorosa. Foi travada a luta razão x emoção. A razão prevaleceu, a certeza de que o fim era inevitável foi
mais forte. O tempo é um
excelente remédio. Em um
mês e meio a dor cessou. Mais uma vez domei meu ego, que se dizia
dependente de um amor para ser feliz.

Em Outubro comecei um tratamento: ortomolecular aliado aos
Florais de Bach no Clube da Dieta. Como consequencia, livrei-me das anfetaminas e dos
antidepressivos, velhos companheiros. na luta contra o excesso de peso.
Retomo o
equilíbrio na marra, descubro o poder do autocontrole. Hoje fnjo não
perceber que sou cerceada por um animal à espreita: as crises de
abstinência amorosa e química. Entretando, estas ficaram, e ficarão
eternamente, à margem.

Turbilhões de pensamentos brotaram. Surgiram novas perspectivas e uma incontrolável necessidade de autoconhecimento e preparação. Para o
quê? Não faço a minima idéia, mas preciso ser melhor do que era ontem.
Começa um
movimento de estudo, investimento em mim.

Chega Novembro. Começo a colher os frutos das mudanças iniciais. Faço reinvestimentos.
Inicio o Pilates e a Acupuntura. Declaro
Guerra à compulsão alimentar. Mantenho o peso estável. Decido parar de
fumar e mantenho-me em equilíbrio.

Dezembro: concluo estudos sobre Mapas Natais. Dou início à
divulgação do trabalho com os Mapas Natais. Redescubro o Tarot como a
linguagem do Universo para comigo.
Consolidam-se
relações pessoais e profissionais, em alto nível energético.

Sinto que este é apenas o princípio de uma longa e incrível
jornada. Sinto-me engatinhando. Sei que a cada dia que passa as
experiências e a necessidade de sabedoria me capacitam a ser mais.

Uma certeza me acompanha: a de que o meu Melhor ainda está por
vir.





O Desejo

27 08 2013

“Foque sua atenção no que você estiver sentindo agora.

Sinta o desejo por estar vivo, o desejo por amor e alegria, o desejo de criar algo maravilhoso para compartilhar com todos a sua volta.

A maior missão que lhe foi dada é se fazer feliz e compartilhar seu amor e sua alegria”





Lei da Atração e Manifestação: 5 passos básicos na Cocriação da sua realidade

19 04 2013







Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 58 outros seguidores